Catarata

É uma das principais causas de perda de visão no mundo, a doença pode ser tratada principalmente quando diagnosticada precocemente. O principal sintoma é a sensação de visão embaçada, como se a pessoa estivesse olhando para um vidro opaco. A catarata é diagnosticada quando um médico especialista examina a estrutura interna do olho com a ajuda de equipamentos adequados. Durante a realização do exame, o oftalmologista consegue observar se há opacidade no cristalino.

O que é Catarata?

 

É uma doença caracterizada pela perda de transparência do cristalino (lente natural), que tem como principal função proporcionar o foco da visão. Ou seja, a opacificação do cristalino não permite a entrada de luz nos olhos, acarretando a diminuição da visão, queixas de borramento, perda de contraste e dificuldade para diferenciar cores. Essas alterações podem levar a pequenas distorções visuais, ou até mesmo a cegueira. Atualmente a catarata é uma das principais causas de cegueira no mundo e quando não tratada pode levar a perda de visão total. A consulta com um médico oftalmologista é muito importante para prevenir as doenças oculares. Visitas ao médico oftalmologista podem diagnosticar a catarata, por isso a importância das consultas periódicas. Não se esqueça, você precisa dar uma maior atenção aos seus olhos.

Quais os sintomas?

 

  • Sensibilidade à luz, dificuldade para enxergar de longe ou de perto (Mesmo com o uso de óculos).
  • Diplopia: imagens duplas ou sombras.
  • Diminuição da visão na percepção de cores e objetos.

Como funciona o tratamento?

 

O tratamento para cura da catarata consiste na realização de uma correção cirúrgica. Essa é a única opção para recuperação da capacidade visual do portador de catarata, a cirurgia dura entre 15 e 30 minutos, o procedimento é seguro e na maioria dos casos é um sucesso, principalmente quando diagnosticado precocemente. A cirurgia consiste na substituição do cristalino por uma lente artificial, onde o paciente vai para casa no mesmo dia com a recomendação de evitar movimentos bruscos.

Exames

Pré-operatórios 

 

A preparação da cirurgia de catarata envolve uma avaliação oftalmológica completa para acompanhar as condições da saúde ocular. Os exames irão determinar as condições do olho para a cirurgia. Por isso, são realizados os seguintes exames:

Medida da acuidade visual – Exame de refração (grau do óculos).

Biomicroscopia – Avaliação do segmento anterior do olho, como córnea e cristalino.

Biometria – Exame pelo qual é medido o comprimento axial do olho e através de cálculos matemáticos se escolhe o grau da lente a ser implantada, visando a correção de erros refrativos como miopia e hipermetropia.

Mapeamento de retina – Avalia as condições da retina para detectar a existência de outras doenças que podem estar causando problemas de visão.

Microscopia especular da córnea – Faz a contagem de células existentes na camada interna da córnea (endotélio).

Tonometria – A tonometria tem como objetivo medir a pressão ocular, que também é chamada de pressão interna do globo. Quando essa pressão está alta, ela gera sintomas que podem ser confundidos com a catarata. Por isso esse é um exame tão importante para o diagnóstico da doença.

Ultrassonografia – Em casos de catarata muito avançada onde não se consegue observar o fundo de olho, está indicado uma ultra-sonografia para avaliar as estruturas internas.

Avaliação Clínica – Dependendo das condições de saúde do paciente, alguns exames podem ser solicitados como por exemplo exame de sangue, eletrocardiograma e avaliação por um clínico.

Ver é viver!

Aceitamos diversos convênios de saúde. Agende agora o seu atendimento:

Agendar Agora

Entre em contato conosco através do Whatsapp  e marque sua consulta agora mesmo.

Romae